01/05/2018

15 fenômenos únicos que qualquer um gostaria de ver pelo menos uma vez na vida

A natureza é cheia de surpresas. Alguns ainda são inexplicáveis ​​e realmente estranhos E a maioria deles não apenas tem uma explicação científica clara, mas também é realmente impressionante de se ver.

Aqui temos 15 fotos dos fenômenos naturais mais incomuns e bonitos, e queremos compartilhá-los com você.

Arco-íris vermelho


Este incrível fenômeno pode ser visto em qualquer lugar do mundo sob as condições certas. Se trata de um fenômeno ótico e meteorológico, e, como um arco-íris normal, é causado pela refração da luz em gotículas de água. A cor vermelha se deve ao fato de ele se formar em condições de baixa luminosidade.

Pilares de luz


É um fenômeno ótico atmosférico causado pela luz do sol ou da lua refletida em minúsculos cristais de gelo que flutuam sobre o solo. Pilares de luz possuem a aparência de estreitas colunas que, por vezes, se estendem verticalmente acima ou abaixo da fonte de luz.

Lava azul


É um fenômeno que pode ser visto apenas no complexo vulcânico Ijen, na Indonésia. Ocorre devido à combustão de gases sulfúricos que emergem das rachaduras no vulcão, dando a cor azul às lavas.

Nuvens asperitas


As nuvens asperitas, que podem ser vistas em qualquer lugar do mundo, são nuvens escuras de aparência macabra de uma forte tempestade. Apesar disso, elas geralmente se dissipam sem uma tempestade se formando. Elas tendem a ser de baixa altitude, e são causadas por frentes meteorológicas que criam tais ondulações na atmosfera.

Aurora boreal


Este lindo fenômeno óptico é composto de um brilho observado nos céus noturnos nas regiões polares, em decorrência do impacto de partículas de vento solar com a alta atmosfera da Terra, canalizadas pelo campo magnético terrestre.

Nuvens Mammatus


Estas nuvens podem ser vistas em qualquer lugar do mundo, mas é mais comum nos Estados Unidos. Elas ocorrem geralmente depois da passagem de uma tempestade severa.

Maelstrom


Se trata de um grande turbilhão de água, um poderoso redemoinho que ocorre nos mares e oceanos. É geralmente causado por marés fortes e pode atingir velocidades de até 40 km/h.

Relâmpago do Catatumbo


Este fenômeno atmosférico pode ser visto apenas no Lago Maracaibo, na Venezuela. Se trata de uma combinação única de ventos, clima quente e úmido, criando cargas elétricas que resultam em raios quase contínuos. O Relâmpago do Catatumbo ocorre durante 260 noites por ano, 10 horas por dia e até 280 vezes por hora.

Supercélula


A supercélula pode ocorrer em qualquer lugar do mundo sob as condições certas, mas é mais comum em uma parte dos Estados Unidos, Argentina, Uruguai e sul do Brasil. Se trata de um fenômeno climático, uma tempestade severa com uma corrente de ar profunda, constantemente em rotação.

Bolhas de metano congeladas


Bolhas de metano congeladas, que podem ser vistas no Canadá, são bolhas de gás metano emitidas por plantas em decomposição que ficam presas abaixo da superfície do lago quando ele começa a congelar. Durante o verão, essas bolhas sobem à superfície do lago, e são consideradas altamente inflamáveis, podendo causar explosões.

Arco circum-horizontal


O arco circum-horizontal, também conhecido como arco-íris de fogo, é um fenômeno óptico que ocorre somente quando a temperatura está muito elevada. É causado pela refração da luz solar ou do luar em cristais de gelo.

Relâmpago vulcânico


Se trata de um fenômeno climático que ocorre quando cinzas, fragmentos de rochas e partículas de gelo em uma pluma vulcânica colidem, criando cargas estáticas que causam raios.

Nuvens lenticulares


São nuvens de forma incomum, muitas vezes comparáveis com discos voadores por causa de seu formato. Elas geralmente se formam quando o ar úmido flui sobre uma montanha ou outra obstrução se a temperatura estiver fria o suficiente.

Nuvem estratosférica polar


É possível ver esse fenômeno em regiões de alta latitude, como a Islândia, países escandinavos, Alasca, norte do Canadá e Antártida. As nuvens estratosféricas polares são nuvens peroladas e iridescentes que se formam em grandes altitudes. Elas se formam na estratosfera em temperaturas muito baixas e recebem a luz do sol abaixo do horizonte.

Ondas bioluminescentes


A bioluminescência é um brilho produzido por organismos vivos. O “mar brilhante” é resultado de uma reação química que acontece a partir do fitoplâncton phytoplanktons, criatura marinha microscópica que gera luz como mecanismo de sobrevivência.


EmoticonEmoticon