17/07/2018

Como são algumas prisões ao redor do mundo

De acordo com o Instituto de Pesquisa sobre Políticas Criminais, mais de 10,35 milhões de indivíduos estão detidos em instituições penais em todo o mundo, seja como detentos provisórios / presos em prisão preventiva ou tenham sido condenados e sentenciados.

A seguir temos uma lista de fotos de cadeias de todos os lugares do mundo para mostrar como diferentes países tratam seus criminosos, e o contraste é revelador. As celas da prisão nesta lista variam de baixa segurança a segurança máxima e, embora não possam ser todas comparadas diretamente, isso nos dá um bom senso de como diferentes países lidam com criminosos. Pode ser devido a razões econômicas ou à forma como as sociedades valorizam a vida.

Prisão Feminina de San Diego, em Cartagena, Colômbia

As detentas da Prisão Feminina de San Diego, na Colômbia, participam de uma atividade diferente. Toda noite elas trabalham no restaurante gourmet aberto em um dos pátios internos da prisão. A ideia busca ajudar as mulheres no final de suas sentenças a voltarem para a sociedade.

Prisão de Luzira Prison, Kampala, Uganda

No local, os reclusos assumem a responsabilidade de manter a organização do local. Eles mesmo colhem preparam e distribuem os alimentos dentro da prisão. A aprendizagem é encorajada, e os homens aprendem atividades como a carpintaria. A taxa de reincidência em Luzira é inferior a 30%.

Prisão de Norgerhaven, Veenhuizen, Holanda

Os detentos da prisão de Norgerhaven possuem cama, móveis, geladeira e uma TV em suas celas, além de um banheiro particular. As taxas de criminalidade na Holanda são tão baixas que sobram celas e faltam condenados.

Prisão de Bastoy, Horten, Noruega

A prisão é organizada como uma pequena comunidade local com campo de futebol, terras agrícolas, floresta, biblioteca, serviços de saúde, igreja, escola e serviços sociais do governo. Por lá, os prisioneiros, entre eles assassinos e estupradores, vivem em condições que os críticos classificam como “confortáveis” e “luxuosas”. No entanto, tem de longe a menor taxa de reincidência na Europa, e é conhecida como “a melhor prisão do mundo”.

Prisão de Halden, Halden, Noruega

Trata-se de uma prisão de segurança máxima na Noruega. Foi criada em 2010 com foco na reabilitação, e seu estilo simula a vida fora da prisão. Entre outras atividades, esportes e música estão disponíveis para os prisioneiros. É conhecida como a “prisão mais humana do mundo” e se assemelha a um hotel.

Prisão Black Dolphin, Sol-Iletsk, Rússia

Black Dolphin abriga os criminosos mais perigosos da Rússia, incluindo serial killers, canibais e terroristas. Os internos mataram cerca de 3.500 pessoas, em média cinco assassinatos por preso.

Prisão de Onomichi, Onomichi, Japão

As prisões de idosos estão se tornando mais comuns no Japão. A prisão de Onomichi , por exemplo, abriga uma população só de idosos. Os presos passam o tempo geralmente tricotando e costurando.

Prisão de Aranjuez, Aranjuez, Espanha

A prisão de Aranjuez na Espanha permite que as pessoas fiquem encarceradas com os membros de suas famílias. Com figuras dos personagens de desenhos nas paredes, uma creche e um parquinho, o objetivo é evitar que as crianças percebam, o máximo possível, que um dos pais está preso.

Prisão HMP Addiewell, Lothian, Escócia

Trata-se de um local de aprendizado, onde os internos podem refletir sobre seu comportamento e as circunstâncias que levaram à sua prisão por meio de atividades educativas, aconselhamento e trabalho. Além disso, os internos têm contato com a natureza e a família durante esse processo.

Prisão de Ciudad Barrios, San Miguel, El Salvador

É a prisão mais perigosa do mundo, onde muitos prisioneiros se amontoam em celas minúsculas. Nem mesmo a polícia tem coragem de ficar dentro das instalações dessa prisão – os detentos são administrados pelos representantes das máfias.

Prisão de Maula, Lilongwe, Malauí

É uma prisão que está gravemente superlotada. Em 2015, quase 200 pessoas dividiam uma cela de 60 pessoas. Os presos são alimentados apenas uma vez por dia, devido ao pequeno orçamento do governo do Malauí. Uma das poucas atividades para os detentos é o esporte. Os homens podem jogar futebol e as mulheres podem jogar basquete.

Prisão de Champ-Dollon, Genebra, Suíça

A principal função da prisão de Champ-Dollon é manter prisioneiros antes do julgamento e da sentença. O número de presos está aumentando constantemente, o que levou a um problema crônico de superlotação. A maioria dos detentos são de outras nacionalidades, sendo poucos os suíços.

Prisão Civil do Haiti, Arcahaie, Haiti

A prisão civil do Haiti, na cidade costeira de Arcahaie, é notoriamente superlotada. Em 2016, 174 presos escaparam durante um motim que deixou um guarda morto e outros feridos.

Prisão de Landsberg, Landsberg Am Lech, Alemanha

Esta é a prisão onde Hitler escreveu “Mein Kampf” e 278 nazistas foram executados por crimes de guerra. Hoje em dia, as condições são consideravelmente melhores por lá. A prisão oferece vários cursos para ocupações como padeiro, eletricista, pintor, açougueiros, carpinteiro, alfaiate e pedreiro.

Prisão de Skien, Oslo, Noruega

Na prisão de Skien, em Oslo, os presos têm banheiros privativos, TV, videogame e acesso à academia. O terrorista Anders Breivik está atualmente cumprindo sua sentença de 21 anos no local.

Centro de Detenção e Reabilitação de Cebu, Cebu, Filipinas

É uma prisão de segurança máxima famosa por suas atividades de dança. Muitas da performances dos detentos são filmadas e divulgadas online, tornando-os verdadeiras celebridades da internet.

Unidade de Correção de Otago, Milburn, Nova Zelândia

É um lugar onde os prisioneiros podem relaxar enquanto cumprem sua pena. O local se assemelha muito mais a um quarto de adolescente do que uma prisão. Existem instalações de saúde e uma biblioteca projetada para que os detentos se sintam como membros da sociedade.

Casa de Detenção de Bois-d’Arcy, Yvelines, França

Esta prisão na França mantém pessoas que estão aguardando julgamento e prisioneiros que estão cumprindo penas de até 1 ano.

Prisão de Abashiri, Abashiri, Japão

Na prisão de Abashiri, no Japão, os guardas inspecionam os quartos dos internos uma vez por dia. A prisão abriga infratores com sentenças de 8 anos ou menos. A vida dentro é muito rigorosa, no entanto não há registro de violência de gangues, drogas ou assassinatos na prisão.

Prisão de San Quentin, San Quentin, Califórnia

É uma instalação de segurança máxima que já abrigou pessoas de alta periculosidade, como Charles Manson. Homens condenados à morte na Califórnia geralmente são mantidos em San Quentin.

Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, Manaus, Brasil

Os presos enfrentam quase certo perigo na penitenciária do Desembargador Raimundo Vidal Pessoa em Manaus, Brasil. Quatro pessoas foram mortas em um levante de prisioneiros no ano passado, e dezenas foram mortas em outras prisões ao redor da cidade.


EmoticonEmoticon